Aprenda a degustar uma boa cachaça

Por . em 1/06/2020

Degustar uma cachaça consiste basicamente em estar com o paladar neutro para sentir o aroma, os ingredientes, o sabor e a textura de forma isolada. Conhecida como análise sensorial, esta técnica permite que você conheça a personalidade da cachaça nos mínimos detalhes. Seja um bom “cachacier” e aprenda como degustar uma boa cachaça corretamente para ensinar seus amigos.

Já passou do tempo em que a cachaça era vista como um produto de qualidade inferior. A bebida genuinamente brasileira ganhou ares de sofisticação e requinte nos últimos tempos, muitos rótulos ganharam fama não só no Brasil, como fora dele com premiações.

Um fator interessante é que diferentemente do rum e do uísque, que são envelhecidos em barris de carvalho, para a cachaça são utilizados mais de 20 tipos de madeiras diferentes. Essa variedade cria um leque de sabores e aromas a serem apreciados na degustação.

Dicas iniciais para degustar cachaça

A avaliação de uma boa cachaça começa na prateleira. Observe a garrafa, ela deve ser atrativa, demonstrando um cuidado especial do produtor com a apresentação de seu produto.

Com a garrafa na mão, procure as informações básicas do rótulo como: graduação alcoólica, origem e principalmente o nº de registro no MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), se não tiver este número, evite.

Degustar uma cachaça é prová-la analisando suas características sensoriais: cor, aroma, sabor e aparência. E para conseguir ter a melhor experiência possível na hora de degustar a mesma, é importante saber algumas informações básicas que podem deixar essa experiência ainda melhor.

Utilize taças ou copos de vidro transparentes e limpos, pois, são fundamentais em uma etapa especifica da degustação que vamos falar a respeito ainda. Além do local estar de maneira lógica limpo, arejado e com boa luminosidade para não haver dificultações nas etapas de análise. Também para que haja uma melhor absorção dos aromas e sabores da cachaça, não é recomendado a degustação de um número maior que 5 rótulos juntos e não se esqueça de tomar água em todo o processo, principalmente, entre a troca das cachaças. Agora conheça as etapas de análise!

Exame visual

Antes de abrir a garrafa, verifique se não há ciscos no fundo dela. Esses ciscos podem ser substâncias decantadas e é melhor evita-las. Outra dica é agitar a garrafa fechada e observar a formação das bolhas: o ideal é que elas desapareçam em até dez segundos.

O recomendado é degustar a cachaça em um copo ou taça de boca larga, transparente e liso. Sirva a cachaça em até um terço da capacidade do recipiente e então analise as características visuais a seguir.

A cachaça deve ser dourada, o que indica envelhecimento em barril de madeira. Algumas podem ter um tom amarelo mais escuro, o que sugere a adição de caramelo ou melado. Movimente a taça de forma circular para verificar a formação da lágrima: uma porção da bebida deve formar arcos nas paredes do copo, o que indica que a cachaça é bem encorpada.

Exame olfativo

Antes de degustar, é importante sentir o aroma da cachaça. Para isso, aproxime o nariz da borda do copo em repouso e cheire profundamente, para sentir sua intensidade. Em seguida, faça movimentos circulares com o copo, para que os aromas mais sutis sejam liberados. O ideal é que o aroma da bebida deva ser agradável e não possa causar ardor nos olhos.

Você sentirá o aroma primário, que é a cana de açúcar, o aroma secundário, que é o cereal, e o aroma terciário, que é a madeira. Uma boa cachaça possui um cheiro frutado levemente puxado para o álcool e os aromas alcoólico, ácido (azedo) e adocicado não devem ser acentuados.

Exame gustativo

Nesse momento da degustação é que a bebida deverá se confirmar diante das características que demonstrou anteriormente. A estrutura da cachaça retrata sua adstringência. Isto é, uma boa cachaça é aveludada, não transmitindo travo ou amargor, aquela sensação de “amarrar a boca”. Por isso a cachaça deve ser macia e redonda, ou seja, não deve ser picante nem arranhar na garganta. E a acidez precisa ser igual a que encontramos em frutas cítricas, como o limão.

Devido a seu alto teor alcoólico, é preciso ter muito cuidado em avaliar o gosto da bebida, pois o álcool pode amortecer as papilas gustativas e com isso mascarar os demais sabores, por isso evite exagerar no consumo. Para se ter uma análise sensorial detalhada, a cachaça deve ficar na boca durante alguns segundos. É importante que ela não “queime” a boca, se isso acontecer é sinal que ocorreu algum erro na fabricação do produto.

Agora que você já sabe identificar uma boa cachaça com certeza ficou mais fácil decidir qual a sua preferida, não é mesmo? Então aproveite a variedade de cachaças que só a Imigrantes Bebidas tem e garanta já a sua!

Comentários
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre seu E-mail para receber ofertas exclusivas